segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Estrias

Causas das estrias

Em primeiro lugar, estrias não devem ser confundidas com celulites, celulites são curvas e furos na pele causadas por alterações no tecido gorduroso e podem ser dolorosas, trataremos delas em outro artigo.
Estrias, por usa vez, são marcas causadas sempre por uma soma de fatores, nunca um sozinho uma vez que se houver o suporte necessário ao crescimento na derme apenas o alongamento da pele não causará nenhum problema. Geralmente um estiramento exagerado da pele que causa o rompimento das fibras elásticas é somado à incapacidade dos fibroblastos de produzirem colágeno na velocidade necessária para sustentar o crescimento acelerado da pele. A somatória desses fatores faz com que a derme da pele rasgue e assim comece o processo de formação da estria.
O rompimento das fibras da derme geralmente é causado pelo crescimento, geralmente durante a adolescência, engorda (devido a acumulação de gordura ou gravidez) ou hipertrofia muscular (causado por um regime de exercícios exagerado), já a falta de colágeno costuma ser criada por fatores fisiológicos, como variação hormonal (devido também a adolescência ou tratamentos com hormônios) ou a utilização de algum medicamento que cause o ressecamento da pele.
Após o rompimento da derme forma-se um ferida interna que pode ser percebida como um baixo relevo na pele, essa ferida se enche de sangue tomando a aparência das estrias vermelhas, primeira fase do problema:
estria vermelha foto
Nessa fase ainda é possível se obter uma cura completa da estria pois as células da pele ainda apresentam uma enorme capacidade regenerativa.
Com o tempo, se não tratada, a ferida começa a se cicatrizar e ficar menos vermelha, se tornando uma mancha branca mais grossa que a ferida inicial, embora a presença de estrias brancas não tenham nenhum efeito maléfico ao organismo, pois são uma ferida já cicatrizada, elas são bem incômodas esteticamente falando:
estria branca foto
As estrias brancas podem ser minimizadas com alguns métodos e quase desaparecerem, porém ainda não existe nenhuma forma de erradicá-las totalmente.

Como evitar estrias

A melhor forma de evitar uma doença é evitando suas causas, algumas delas são impossíveis de evitar em alguns casos, como engordar durante a gravidez, porém como já dito no artigo sobre as causas das estrias, apenas um fator sozinho não causa estrias, logo se você evitar os outros fatores causadores é possível sim passar a gravidez sem apresentar marcas visíveis de estrias.
Como as estrias costumam aparecer mais em áreas com maior concentração de gordura o primeiro passo para quem pretende garantir que não as terá é ter controle do seu próprio peso, e deve-se fazer isso sem utilizar métodos extremos como dietas rigorosas pois nesses casos você acabará engordando de novo quando parar de aplicar o método e durante essa engorda poderá desenvolver mais estrias.
Deve-se emagrecer utilizando formas sustentáveis que você possa continuar realizando para manter o peso após o emagrecimento, por exemplo, moderar a alimentação, mas sem passar forme, apenas diminua bastante os alimentos mais gordurosos e tenha uma rotina de exercícios diária, com isso você gradualmente perderá peso.
Outro fator que temos que anular é a falta de colágeno, e é muito importante lembrar que o colágeno só é corretamente usado pelo organismo na presença de vitamina C, logo você deve evitar que esses dois elementos faltem na sua alimentação, principalmente se estiver em alguma fase da vida que favoreça as estrias (como adolescência, gravidez, academia ou fazendo tratamento com hormônios).
A vitamina C pode ser encontrada principalmente nas frutas cítricas, logo uma laranjada ou limonada diariamente já resolve esse problema, porém deve-se beber o suco novo, assim que for feito, para que suas propriedades não se percam com o tempo; também temos vitaminas C em comprimidos e em “sucos de pózinho” atualmente, logo não deve ser difícil obter a quantidade correta dessa vitamina.
Já o colágeno pode ser obtido em grandes quantidades em carnes, principalmente as que ficam perto de ossos (costelas por exemplo), gelatina natural e geleia de mocotó. Caso por algum motivo na sua dieta não esteja presente nenhum desses elementos, existe colágeno hidrolisado a venda, basta consultar um farmacêutico.
Por fim é aconselhável hidratar bem a pele, embora algumas pessoas aconselhem qualquer tipo de hidratante dizendo que faz milagres, poucos tipos de cremes tem efeitos comprovados cientificamente, citarei abaixo os resultados dos testes que foram realizados (estou escrevendo isso no final de 2010, talvez novos testes com outros produtos venham a nos dar mais opções no futuro):
Manteiga de Cacau (ou produtos baseados em): É conhecido com um bom hidratante porém não existe comprovação cientifica de benefícios quanto a estrias. Logo não vejo porque usar se sua preocupação é com estrias, melhor focar nos produtos com eficácia garantida.
Produtos com Centella asiatica, vitamina E e colágeno hidrolisado: um dos estudos mais bem sucedidos no campo de produtos que evitam estrias foi realizado com produtos que possuem essa composição e eles foram capazes de abaixar de 60% para 30% a quantidade de grávidas que apresentaram estrias, além das estrias serem menores nas que utilizaram o tratamento. Procure cremes que possuam esses ingredientes!
Verum: Um teste feito pela companhia que produz o verum, creme composto por vitamina E, panthenol, acido hyaluronico, elastina e menthol mostrou que ele é útil na prevenção das estrias, porém o teste não teve grupo de controle, o que o torna duvidoso.

Tratamento para estrias

É importante lembrar que as estrias vermelhas, embora mais aparentes, são a fase inicial do problema, durante essa fase uma hidratação constante ainda é útil para que a estria não fique maior e o tratamento com laser de frequência apropriada tem uma taxa de sucesso bem alta, quase sempre curando totalmente a pele. Algumas pessoas não tomam providência nessa fase pois acham que a estria esbranquiçando está se tornando menos problemática, mas lembre-se que remover estrias brancas é bem mais difícil e o resultado não é garantido.
Devido a dificuldade de remover uma estria já formada é inexistente bons tratamentos do tipo “faça você mesmo em casa”, você precisará ir a um dermatologista para que ele aplique a técnica mais apropriada para o seu caso, por isso a importância da prevenção se você deseja não possuir estrias. Todas as técnicas consistem em remover a pele junto com a estria ou agredir a pele alguma forma que seu corpo tome providências e recrie tecido na área, basicamente podemos dividir os tratamentos nos seguintes grupos:
  • Peelings físicos: Utiliza cristais e óxido de alumínio para descamar a superfície da pele com o intuito de tornar as estrias mais finas e menos aparentes.
  • Peelings químicos: Existem várias técnicas de peel químico utilizando ácidos diferentes aplicadas em profundidades diferentes, duram de duas semanas a alguns meses e em geral é totalmente desaconselhável tomar sol durante o tratamento para evitar manchas escuras na pele. Para algumas pessoas é a forma mais aconselhável de remoção de estrias por apresentar um custo não proibitivo e bons resultados a curto prazo, além da maioria dos produtos não necessitarem de anestesia por não causarem dor.
  • Abdominoplastia: Solução bem drástica que resolve totalmente o problema, mas só pode ser aplicada em algumas pessoas e em algumas regiões, consiste numa cirurgia no abdômen para remover parte da pele junto com as estrias e ainda reduz as “pelancas” que o paciente possuir. Como envolve todos os riscos de uma cirurgia e incomodo do pós-operatório geralmente é realizado apenas em casos graves em que o paciente também possui outros problemas (como excesso de pelancas por ter emagrecido muito depois de uma redução estomacal).
  • Técnicas com laser ou outra forma de onda eletromagnética: Consideradas por muitos as técnicas mais modernas, as técnicas que envolvem laser são semelhante aos peelings no seu funcionamento, consistem em agredir e descamar as camadas da derme que possuem estrias para que o corpo as reconstitua. O laser pode ser usado também para cauterizar a estria vermelha para que ela suma ao em vez de evoluir para uma estria branca. Em 2009 foi publica um estudo sobre um método que utilizava radiofrequência tripolar e obteve 100% de aprovação entre as pessoas que participaram do teste, sendo que em 65% das pessoas a eliminação das estrias foi completa, o método ainda é difícil de ser encontrado comercialmente, porém aparentemente num futuro próximo as estrias deixarão de preocupar tanto.
Existem dezenas de técnicas com pequenas variações entre si para o tratamento das estrias, mas todas elas se encaixam em uma das categorias acima. Como a forma ideal de melhorar suas estrias varia de pessoa para pessoa a solução é evitar o aparecimento das estrias (veja Como Evitar Estrias) ou consultar o seu dermatologista para saber qual o melhor método para sua pele.

Ta aí informaçãoes importantes, para mulheres e homens e assim como eu sofrem com essa
danada da estriia --'
Beijoos e até a próxima ;)

Ah gostaria de avisar a vocês que Maay² vai ficar afastada do blog por um tempo, pq irá viajar, mas assim que ela voltar estará aqui regularmente com seus maravilhosos posts :DDD





4 comentários:

Ares disse...

Olá, gostaria de pedir que não remove-se a fonte do conteúdo ao postar, só relembrando:
http://www.cuidar.com.br/saude/causas-das-estrias.htm
http://www.cuidar.com.br/saude/como-evitar-estrias.htm
http://www.cuidar.com.br/saude/tratamento-para-estrias.htm

Grato, www.cuidar.com.br

Aline Duarte disse...

Obrigada pelo esclarecimento!

jessica disse...

oi como acabo com as estrias
me ajude tenho 16 anos e ñ agunto mais isso

alanmiguel90 disse...

oi quero saber se ha algum tratamento em pesquisa que possa acabar com as estrias

Postar um comentário